A alface (Lactuca sativa), originária da Europa e da Ásia, veio para o Brasil com os colonizadores portugueses. É uma planta hortense, utilizada na alimentação humana desde aproximadamente 500 anos antes de Cristo. É rica em água, fibras, fósforo, potássio e ferro. Auxilia no transporte de oxigênio em nosso organismo, na digestão e no bom funcionamento do intestino. Chás feitos de seus talos possuem propriedades calmantes na cultura popular que também é usada como remédio contra insônia.

Popularmente, podem ser divididos três grandes grupos: alface tipo americana, alface tipo crespa e alface tipo lisa. É cultivada em todo o mundo e podemos encontrar inúmeras variedades de folhas, formas, texturas, tamanhos e cores. Juntamente com o tomate, é a hortaliça preferida para as saladas devido ao seu delicioso sabor e facilidade de preparo.

Pode ser cultivada no solo ou sem o solo. No segundo caso, o processo é chamado de hidroponia. As raízes recebem uma solução nutritiva balanceada que contém água e todos os nutrientes essenciais ao seu desenvolvimento.

Apesar de a hidroponia ser bastante antiga, é uma atividade nova aqui no Brasil. A alface é a cultura preferida por 95% dos hidroponicultores do país. Através dessa técnica de cultivo, além de se obter vegetais de alta qualidade, será usada uma área menor, possibilitando também a colheita antecipada. A água, os defensivos e os nutrientes são utilizados de maneira bem mais eficiente.

Tubos de PVC são um dos materiais mais comuns utilizados na montagem da estrutura dos canais de cultivo hidropônicos no Brasil. Um dos motivos são os preços razoáveis. E como são fechados, fornecem apoio e sustentação suficientes para a maioria das plantas.

A hidroponia é uma ferramenta poderosa na preservação e uso da água, representando uma economia de dez vezes menos, quando comparado ao sistema de cultivo tradicional, por exemplo, que a irrigação é feita no solo. Ainda na questão ambiental, a quantidade de defensivos utilizada é mínima, evitando os problemas de poluição dos rios e do solo.

A hidroponia garante maior qualidade e confiança de consumo, favorecendo o bem-estar do consumidor. Outra grande vantagem da folha hidropônica é o menor risco de contaminação. “A alface plantada na terra pode receber micro-organismos da água usada para regá-la ou pela absorção da raiz”, explica o engenheiro agrônomo da Embrapa José Lindorico Mendonça. Por meio de técnicas simples, a maioria das poucas pragas caso exista, pode ser controlada e prevenida.

Fonte: Revista Plantar Edição 45